quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Cores...


Envolvem-me cores anoitecidas,
Da magia de um pincel
E pelas mãos escorridas
Desenham-te num papel...
Rasgo-o em mil pedaços,
Para na chuva te soltar
E no rasto dos teus passos,
Perco-me no teu olhar...
Fujo da chuva ardente
Que a ti me faz devolver
O pensamento que mente,
E me faz estremecer...
Mas ela volta e pranteia
No meu rosto e de repente,
De finos fios penteia
Meu coração levemente...
Em preto e branco me vejo,
Numa vida tão diferente,
Nos meu olhos eu percebo,
Uma vida não vivida apaixonadamente
Esses olhos tão bons e inocentes,
Quero vê-los até o meu último suspirar
Beijos nesses lábios atraentes
É impossível eu não te amar...

4 comentários:

veronika disse...

tá mta à frnte sim snhor andax nax nuvenx tu :P

mta inxpiraçao mt bem ;)

*

Anónimo disse...

Girissimo pá :)
Adoreii mm :)

Beatriz* disse...

Opá, adorei o Blog, poemas LINDOS

Anónimo disse...

muito á frente goxtei