terça-feira, 30 de setembro de 2008

Campo de girassóis...


No monte repleto de girassóis
estou assim:
cercado de beleza,
no interior da natureza,
mas vazio de mim...
Afastado do meu próprio eu,
libertando minha alma,
com a devida calma
pensando em quem tudo isto concebeu...
Esvoaçam, pelo ar girassóis
leves como uma suave pena
com ajuda da serena brisa,
os pequenos em grandes tornar-se-ão depois
Vamos sentir a magia
desta eterna beleza,
à medida que o sol se escondia,
dando lugar à bela lua,
que com o seu grande reflexo
os girassóis suavemente acaricia...
No monte repleto de girassóis
estou assim:
cercado de beleza,
no interior da natureza.
A teu lado,
estou assim:
perdido pela tua eterna beleza,
no interior do carinho,
livre de tristeza.
Estou no meu caminho,
para um girassol te oferecer,
levemente te acarinho
e digo:
Amo-te até morrer...

4 comentários:

Anónimo disse...

tam bonito! x)
começo a ver rimas 8D tas ficand bom a escreve los! keep the good work ;D

Anónimo disse...

Tao giro 8D
Gramo mm :)*

simão disse...

gonsas!!! és o maior. Continua

amélia disse...

lindo poema!!!