sexta-feira, 18 de abril de 2008

O simples, o difícil...


Da noite, o cair,
Do dia, o nascer,
De mim, o sorrir,
De ti, o amar até morrer...
Simples, a vida viver,
mas difícil quem amar,
quem escolher,
quem a nossa vida dar e confiar...
Simples, a poesia escrever,
mas difícil em quem inspirar,
em quem teias de amor tecer,
em quem nossa vida passar a sonhar...
Simples, em sonhos crer,
mas difícil no amor acreditar,
no amor, apenas como uma alma ser
e na vida quem amar...
Mas amar, já amo,
Meu doce e lindo anjo,
tu...

4 comentários:

Anónimo disse...

Ah gand sacana escreves q e uma beleza, ta excelente rapah, va força ja sabes, qalqer cousa, ta aqi o gaje ;)
Carlins

Anónimo disse...

hmmm awesome, i like is a very nice!!!

Paula Tavares disse...

Escreves tão bem... cada palavra mostra a grandeza do teu espírito e a beleza do teu ser!!! parabéns poeta!!!

Anónimo disse...

tda a verdade ai expoxta mto bem ;)

ta girissimo =P

ass: genética