terça-feira, 9 de outubro de 2007

Ciclo do amor...

Persegues o meu pensamento,
como um predador
persegue a sua presa.
És como o vento,
silenciosa,
e ao mesmo tempo
perigosa,
estás em tudo
o que é lugar,
sempre a sussurrar
o meu nome,
dando voltas e voltas
à minha cabeça,
soprando levemente,
e de vez em quando
violentamente...
Invades-me o coração,
sem nenhuma permissão,
tornas-te dona dele
em poucos instantes,
um simples olhar
basta...
É um sentimento
digno de se sentir,
pois faz-nos apreciar
a vida
seja ela boa ou má.
É simplesmente
o ciclo do amor...

5 comentários:

RaposA disse...

ix e dedicad a qem??
eu qero saber ^^
ta fix
e concord pq por mais voltas q demos a cabexa voltamos semp ao mm
ao pont d partid d ond parece q nunca saimos
ate ja farta! ( d cert modo :P )
continua axim
fica bem

Anónimo disse...

Gonçalo...
A vida é mesmo um ciclo... que sem amor não vale nada!
Vive... sente...ama a cada segundo, a cada instante!
Beijinhos da tua tia Paula

Anónimo disse...

hello piece of shit, sorry enganei me esse e o mendes, nice poem tas semp a miorar, continua assim k vais longe

stay well dude

Anónimo disse...

mtmt nito, tenx talento, kontinua......va bjo

Anónimo disse...

Awee , démais !