quinta-feira, 25 de outubro de 2007

Alma desesperada...

Memórias,
não param de me assombrar,
tento esquecer,
mas em vão.
Lágrimas doces
caem ao mar,
tal como os destinos são,
por vezes felizes,
por outras tristes...
Minha alma
está desesperada,
faz tudo,
apenas para ser amada.
Uma hisória
me foi contada
"Amor é duro
como aço"
o que me contaram...
Alma desesperada
que somente quer
ser amada,
não odiada,
nem esqueçida...

3 comentários:

Anónimo disse...

Dude, you just need a litle tuning in your poems you know, like aliteraçao, pleunasmos, metaforas, things like that you see, for you to get better and better, stay well dude

Nana disse...

Ta' fixe...sim =]

Nao ta' GonSa..ta' fizzeee*

Beijinhos@@

RaposA disse...

Sniff..
Semp q leio o teus poemas fico com lagrimas nos olhos..
:(
Na brinka
Continua axim
Joka*